terça-feira, 27 de abril de 2010

segunda-feira, 12 de abril de 2010

CYBERBULLYING - Opiniões

Por Profª LÍGIA

Realmente, essa história de se valer de situações vexatórias, constrangendo "colegas" tem se tornado um absurdo. Começou com a prática do BULLYING, casos clássicos de atos repetitivos de agressão física/verbal/social/financeira, que geralmente ocorrem nas escolas, onde ditos valentões batem ou perseguem colegas mais fracos. Agora, com a modernidade e o advento das novas tecnologias, passou a se utilizar as telas digitais (CYBERBULLYING) para a prática dos mesmos atos, com um agravante, tornou-se mais difícil reconhecer o agressor, mas não é impossível, só mais trabalhoso. Por isso, é preciso ficar atento a divulgação de imagens e dados pessoais, para que essa ação simples não torne-se algo aterrorizante!

CYBERBULLYING

Cyberbullying: Fenômeno Sem Rosto

Cyberbullying é uma prática que envolve o uso de tecnologias de informação e comunicação para dar apoio a comportamentos deliberados, repetidos e hostis praticados por um indivíduo ou grupo com a intenção de prejudicar outrem. - Bill Belsey
O termo é recente e ainda não entrou definitivamente no vocabulário português. Bullying como atos premeditados e repetidos de violência física ou psicológica, praticados para intimidar ou agredir alguém, começa lentamente a entrar nos ouvidos da opinião pública. Cyberbullying permanece na penumbra, num território que só é desvendado quando se pesquisa sobre a matéria ou quando essa prática bate à porta. No cyberbullying recorre-se à tecnologia para ameaçar, humilhar ou intimidar alguém através da multiplicidade de ferramentas da nova era digital. Redes sociais da Internet, sites de partilha de fotos, imagens de celular, gravações MP3, têm servido para desvirtuar a realidade pondo em causa a intimidade e a reputação.
O Cyberbullying promove um sentimento de insegurança e eleva os níveis de ansiedade. Essa sensação de descontrole pode ter sérias repercussões psicológicas e emocionais. O mau-estar pessoal e social associado a este fenômeno é considerável, chegando mesmo a ocasionar problemas de saúde e em casos extremos violência chegando ao suicídio.
Chamamos a atenção para o uso consciente das novas ferramentas digitais e pretende-se com esta discussão desenvolver a consciência cívica dos jovens.

Vamos GALERA DO ELIAS coibir esse tipo de atitude,
que em nada dignifica a pessoa que a pratica!!!!

sexta-feira, 9 de abril de 2010

OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA

 
Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro

Realizada pelo Ministério da Educação e pela Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Cenpec – Centro de Estudo e Pesquisa em Educação, Cultura e Ação Comunitária, desenvolve ações de formação de professores, com o objetivo de contribuir para ampliação do conhecimento e aprimoramento do ensino da escrita. Uma das estratégias é a realização de um concurso de produção de textos que premia poemas, memórias literárias, crônicas e artigos de opinião elaborados por alunos de escolas públicas de todo o país.
Em 2010, poderão participar do concurso professores e alunos do 5º ano (4ª série) do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio.
Tema: “O lugar onde vivo
Com esse tema, a Olimpíada valoriza a interação das crianças e jovens com o meio em que vivem. Ao desenvolver os textos, o aluno resgata histórias, aprofunda o conhecimento sobre sua realidade e estreita vínculos com a comunidade.
Muito mais que um concurso de textos, a Olimpíada é uma oportunidade para o aperfeiçoamento de professores e uma ocasião especial para os alunos desenvolverem práticas de leitura e escrita. Para o aluno: contribui com o exercício de sua cidadania!
Para o professor: contribui com o desenvolvimento de práticas pedagógicas de melhor qualidade!
Para a comunidade: aproxima as escolas da população local e possibilita o reconhecimento de seus saberes!
Como Participar
Adesão e inscrição – de 02/03 a 14/05/2010
Professores de alunos dos 5º, 6º, 7°, 8º e 9º anos (4ª, 5ª, 6ª, 7º e 8ª séries) do Ensino Fundamental e nas classes de aceleração equivalentes e 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio.
Realização das Oficinas

Todas as escolas públicas receberão a Coleção da Olimpíada, enviada pelo Ministério da Educação. Com o material em mãos, os professores deverão desenvolver, em sala de aula, as oficinas propostas. É importante que os professores localizem este material na escola. O período de realização das oficinas em sala de aula é de 2 meses 
Etapas de Seleção

1. Etapa Escolar02/03/2010 até 16/08/2010

As escolas recebem o material da Olimpíada, os professores realizam com os alunos atividades para elaboração dos textos. A escola organiza uma comissão julgadora e envia à Comissão Julgadora Municipal os textos escolhidos. Concorrerá um texto de cada categoria por escola.

2. Etapa Municipal17/08/2010 até 03/09/2010

As Secretarias Municipais recebem os textos enviados pelas escolas, organizam as Comissões Julgadoras Municipais e selecionam até 15 textos por categoria.

3. Etapa Estadual20/09/2010 até 22/10/2010

Os textos selecionados pelas Secretarias Municipais de Educação são enviados
para a Coordenação da Olimpíada, que os encaminha para as Comissões Julgadoras Estaduais, nos 27 estados da federação e no distrito federal. No total, são selecionados até 500 textos semifinalistas.
4. Etapa Regional01/11/2010 a 19/11/2010

Os 500 alunos semifinalistas e seus respectivos professores viajam para uma capital do Brasil, de acordo com a categoria em que estão inscritos. Nessa etapa, participam de atividades culturais e de formação. Na ocasião, os alunos aperfeiçoam seus textos e acontece a Comissão Julgadora Regional. Ao final do encontro, são selecionados até 152 finalistas.
5. Etapa Nacional29/11/ 2010

Acontece um encontro nacional em Brasília para anunciar os 20 vencedores nacionais (cinco de cada categoria).
Premiação

Etapa Estadual

Prêmios para professores e seus alunos autores dos 500 textos finalistas selecionados:
Professor e Aluno: medalha e livros;
Etapa Regional

Prêmios para professores e seus alunos autores dos 152 textos selecionados:
Professor e Aluno: medalha e aparelho de som portátil;
Escola: placa de homenagem.
Etapa Nacional

Prêmios para professores e seus alunos autores dos 20 textos selecionados:
Professor e Aluno: medalha, microcomputador e impressora;
Escola: 10 microcomputadores, uma impressora e livros para a biblioteca.

Relato de Prática

Os professores autores dos 28 Relatos de Prática selecionados na etapa regional receberão um aparelho de DVD.

fonte:ww2.itau.com.br/itausocial/olimpiadas2010/web/site

Participem alunos...os prêmios são ótimos...
mas o que vale mesmo é aproveitar a oportunidade
 para exercer sua cidadania!!!!

OBMEP - 6ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA DAS ESCOLAS PÚBLICAS


6ª OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA
DAS ESCOLAS PÚBLICAS - OBMEP 2010
_____________________________________
Somando Novos Talentos para o Brasil


Apresentação
OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA DAS ESCOLAS PÚBLICAS (OBMEP) é um projeto que vem criando um ambiente estimulante para o estudo da Matemática entre alunos e professores de todo o país. Voltada para a escola pública, seus estudantes e professores, a OBMEP tem o compromisso de afirmar a excelência como valor maior no ensino público. Suas atividades vêm mostrando a importância da Matemática para o futuro dos jovens e para o desenvolvimento do Brasil.
Com sua primeira edição em 2005, a OBMEP vem crescendo a cada ano. Em 2009, mais de 19 milhões de alunos se inscreveram na competição e cerca de 99% dos municípios brasileiros estiveram representados. Os sucessivos recordes de participação fazem da OBMEP a maior Olimpíada de Matemática do mundo.
Características:
A OBMEP 2010 é dirigida aos alunos de 5ª à 8ª série (6º ao 9º ano) do Ensino Fundamental e aos alunos do Ensino Médio das escolas públicas municipais, estaduais e federais, que concorrem a prêmios de acordo com a sua classificação nas provas. Professores, escolas e secretarias de educação dos alunos participantes também concorrem a prêmios.
Objetivos:
- Estimular e promover o estudo da Matemática entre alunos das escolas públicas.
- Contribuir para a melhoria da qualidade da Educação Básica.
- Identificar jovens talentos e incentivar seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas.
- Incentivar o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas, contribuindo para a sua valorização profissional.
- Contribuir para a integração das escolas públicas com as universidades públicas, os institutos de pesquisa e sociedades científicas.
- Promover a inclusão social por meio da difusão do conhecimento.
Fases:
Primeira Fase: consiste na aplicação de prova objetiva (múltipla escolha). Dessa Fase, participarão todos os alunos inscritos por suas escolas.
Segunda Fase: consiste na aplicação de prova discursiva. Para essa Fase, classificam-se 5% (cinco por cento) dos alunos inscritos, pelas escolas, em cada Nível, com melhor desempenho na 1ª Fase.
Provas:
Diferenciadas por níveis (1, 2 e 3), as provas da Primeira Fase serão realizadas em cada escola inscrita e aplicadas pelos professores dessas escolas, com duração de 2:30 h (duas horas e trinta minutos). A aplicação poderá ser feita em todos os turnos da escola. E serão corrigidas pelos professores das próprias escolas, seguindo instruções e gabaritos elaborados pela Direção Acadêmica da OBMEP.
A Segunda Fase se caracteriza pela aplicação de prova discursiva, diferenciada por níveis (1, 2 e 3), com duração de 3 h (três horas) e serão aplicadas por fiscais/aplicadores selecionados pela Direção Acadêmica para esse fim.
Os alunos selecionados para a Segunda Fase deverão comparecer ao local das provas com documento de identificação e dentro do horário divulgado no calendário oficial da OBMEP.

Premiação:
A OBMEP premiará alunos, professores, escolas e secretarias de educação, com base no resultado das provas da Segunda Fase. As notas da Primeira Fase não são utilizadas na classificação final.
A premiação de alunos totaliza 500 (quinhentas) medalhas de ouro, 900 (novecentas) medalhas de prata, 1800 (mil e oitocentas) medalhas de bronze. Além disso, serão concedidos certificados de Menção Honrosa a até 30.000 alunos.
Professores: serão premiados 127 (cento e vinte e sete) professores. Cada professor premiado receberá:
placa de homenagem;
- coleção de livros escolhida pela Direção Acadêmica da OBMEP.
Escolas: Serão concedidos 1 (um) kit de material esportivo, e livros/vídeos para a composição de uma biblioteca básica em Matemática e Ciências. 
Calendário OBMEP - 2010
________________________________________________
09 de Fevereiro
Abertura das inscrições (exclusivamente no site)
26 de Março
Encerramento das inscrições
08 de Junho 
Provas da 1ª Fase
22 de Junho
Data-limite para envio, pelas escolas, da lista e dos cartões-resposta dos alunos classificados para a 2ª Fase
10 de Agosto
Divulgação dos Classificados com informação das provas da 2ª Fase
11 de Setembro (sábado) 14:30 h (horário de Brasília)
Provas da 2ª Fase
26 de Novembro
Divulgação dos premiados


Galera do Elias vamos participar com dedicação!!!!

PROJETOS DA ESCOLA 2010

A EMEF ELIAS SHAMMASS tem elaborado e colocado em prática alguns projetos que visam ampliar os conhecimentos dos alunos, enriquecer os conteúdos e temáticas das aulas, bem como potencializar o protagonismo dos educandos.
Projetos estes que envolve a comunidade educativa, com a participação de todos.

DIA DO CIRCO


Comemora-se o Dia do Circo em 27 de março, numa homenagem ao palhaço brasileiro Piolin, que nasceu nessa data, no ano de 1897, na cidade de Ribeirão Preto, São Paulo. Considerado por todos que o assistiram como um grande palhaço, se destacava pela enorme criatividade cômica e pela habilidade como ginasta e equilibrista. Seus contemporâneos diziam que ele era o pai de todos os que, de cara pintada e colarinho alto, sabiam fazer o povo rir.
Mas o circo com suas características itinerantes aparece no Brasil no final do século XIX. Instalando-se nas periferias das cidades, visava às classes populares e tinha no palhaço o seu principal personagem. Do sucesso dessa figura dependia, geralmente, o sucesso do circo. O palhaço brasileiro, por sua vez, adquiriu características próprias: falante, malandro, conquistador, com dons musicais: cantava ou tocava instrumentos.

 Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas

Pensando na data, a escola preparou um verdadeiro espetáculo circense,
com direito a palhaçadas e tudo mais...
embaixo da tenda _ apresentação de alunos e professores,
e, ao redor _ crianças divertindo-se com muitas risadas!!!!!


Armou-se uma verdeira tenda circense...
e com certeza foi o maior espetáulo da terra...
pelo menos nos arredores da EMEF ELIAS SHAMMASS 

Mas o melhor de tudo foi colocar sorrisos nos rostos
das nossas crianças!!!!!

PROERD - Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência

PROERD

Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência foi criado pela Professora Ruth Rich, em conjunto com o Departamento de Polícia da cidade de Los Angeles, EUA, em 1983. Atualmente o Programa está presente nos cinqüenta estados americanos, e em cinqüenta e oito países. No Brasil ele chegou em 1992 através da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, sendo que desde 2002 se encontra em todos os Estados brasileiros.

Objetivos

O PROERD é desenvolvido nas Escolas de 1ª a 8ª Séries, por policiais militares treinados e preparados para desenvolver o lúdico, através de metodologia especialmente voltada para crianças. O objetivo é transmitir uma mensagem de valorização à vida, e da importância de manter-se longe das drogas. Após quatro meses de curso as crianças recebem o certificado PROERD, ocasião que prestam o compromisso de manterem-se afastados e longe das drogas.

O Programa

O Programa é pedagogicamente estruturado em lições, ministradas obrigatoriamente por um policial militar fardado; que além da sua presença física em sala de aula como educador social, propicia um forte elo de ligação na comunidade escolar em que atua, fortalecendo o trinômio: Polícia Militar, Escola e Família.

O Programa oferece, em linguagem acessível às faixas etárias que se direciona, uma variedade de atividades interativas com a participação de grupos em aprendizado cooperativo; atividades que foram projetadas para estimular os estudantes a resolverem os principais problemas na fase em que se encontram vivendo.
 
A cooperação da sociedade é fundamental, e a participação, efetiva, constitui a sustentação,  viabilidade e continuidade do PROERD, visando atender parcela, cada vez mais significativa, das crianças e adolescentes, criando, dessa forma, uma rede protetiva, crescente, contra as drogas (lícitas e ilícitas), bem como contra as atitudes que geram violência.
 fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.